Capela do Bratislava em Cambé é exemplo de preservação e muita fé

Construido em madeira, o local tem sido requisitado para casamentos de pessoas de outras cidades da região

IGREJA BRATISLAVA (2)

Eduardo Schulz Filho é legítimo do Bratislava. Ele nasceu ali e desde 1972 toma conta da Capela São João Batista, construída em 1953 e restaurada em 1995.

Filho de Eduardo Schulz e Zilda de Souza Schulz, ele é casado com Vera. Tem três filhos e dois netos. Por 30 anos foi bancário e morou boa parte desse período na área urbana. Aposentado, Eduardo voltou para o Bratislava e nem pensa em deixar o local.

A famíia Schulz chegou em Cambé no ano de 1935. Eduardo, o pai, era conhecido como Bubi. O casal teve seis filhos, sendo a mais velha Zilda Zenaide e em seguida o Eduardo Filho.

EDUARDO SCHULTZ (1)

Segundo Eduardo, a capela foi construída pela comunidade do Bratislava. A restauração teve a participação da Universidade Estadual de Londrina, mas a habilidade de trabalhar com a madeira e a arquitetura da obra são resultados do empenho dos moradores, com base em suas origens.

Antes, conforme lembra Eduardo, a capela ficava cerca de 1.000 metros abaixo, na beira do rio. A mudança de local e a reconstrução em região mais central do Bratislava foram, também, frutos do trabalho da comunidade.

Três missas são celebradas por mês na Capela São João Batista. Eduardo confirma que a maioria dos casamentos celebrados na capela são de famílias de Londrina, de Rolândia e de outras cidades da região.

IMG_3805

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: