Disciplina mostra o futuro aos estudantes

Escola estadual localizada em bairro antes discriminado pela condição social dos moradores e também pela violência forma gerações talentosas.

Com rigor, mas sem derrapar nos extremos, a equipe de professores, coordenação e direção da Escola Estadual Dr. Leopoldino Loureiro Ferreira, do Jardim Tupi, consegue formar sucessivas gerações de alunos exemplares pelo bom comportamento.

Algumas iniciativas também conseguem formar talentos, como no esporte. O estabelecimento de ensino tem medalhistas em modalidades como o basquete, o jiu-jitsu, o judô e a luta olímpica. No último dia 22, a escola soube da medalha de bronze conquistada pela aluna Camila Lais Oliveira de Azevedo, na 13ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas.

Em outras áreas, o desenvolvimento do Programa Brigada Escolar: Defesa Civil na Escola, leva aos estudantes a informação e a conscientização sobre os procedimentos em situações de incêndios, alagamentos, desmoronamento e outros.

São cerca de 320 alunos da sexta à nona série. Uma das práticas diárias de prevenção é a saída dos estudantes das salas. No intervalo, por exemplo, a classe levanta-se somente quando um representante da equipe de professores e funcionários apresenta-se na porta da sala.

Só então os alunos deixam a sala, em fila indiana, sempre caminhando pela direita. “A saída é sempre pela direita porque a entrada dos soldados do Corpo de Bombeiros ou outros socorristas também será sempre pela direita, carregando macas ou outros equipamentos”, informa a diretora Yone Ribeiro. “Assim não há o risco de quem está saindo atrapalhar a entrada dos socorristas que estão entrando”.

Placas indicativas de saída estão espalhadas no estabelecimento, sempre orientando o uso do lado direito. O projeto de brigadistas existe desde 2010 no estabelecimento de ensino.

Outra prática corriqueira é a presença dos alunos no pátio, uma vez por semana, para cantar o Hino Nacional Brasileiro. Nos intervalos de cada período, diariamente funciona o recreio dirigido. Em cada local um professor ou funcionário da escola participa ou acompanha atividades diversas, como o tênis de mesa, o vôlei e outros.

A escola tem 27 professores e oito funcionários. Junto com a diretora Yone, a professora de matemática Marlene Melosi está no estabelecimento de ensino há 26 anos. Elas já receberam visitas de alunos que hoje são doutores. Muitos pais dos atuais alunos também estudaram no estabelecimento. Quando se aposenta, cada professor ou funcionário planta uma árvore no pátio da escola.

VALORES DO ESPORTE

Felipe Henrique Dias Matias, medalhista sul-brasileiro de basquete pela seleção do Paraná, junto com a diretora Yone Ribeiro; Stefany Camile Ferreira de Souza já conquistou 11 medalhas estaduais no judô e no jiu-jitsu, na foto junto com Angela Aparecida Diniz, também medalhista, que pratica judô e jiu-jitsu; Lucas Rafael Barcelini de Souza, medalhas de prata e bronze no jiu-jitsu; e João Lucas Rafael, também medalhista.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: